Câmara dos Deputados homenageia Dom Bosco

Em sessão solene nesta terça-feira, 17 de novembro de 2015, por intermédio do deputado federal Marco Tebaldi, de Santa Catarina, a Câmara dos Deputados realizou uma homenagem a Dom Bosco, em virtude do bicentenário do seu nascimento. O plenário Ulysses Guimarães ficou cheio com a participação de personalidades públicas, religiosos, membros da Família Salesiana e jovens das unidades salesianas de Brasília.

A sessão iniciou com o canto do Hino Nacional. Em seguida foi passado um filme sintético da vida do Pai e Mestre dos jovens. Seguiram-se os discursos dos membros da mesa, de Deputados presentes e do Senador Dalirio Beber. A sessão  foi encerrada com cantos a Dom Bosco executados pelo coral da Paróquia de São João Bosco do Núcleo Bandeirante, sob a regência da sra. Maura e da sra. Amanda.

Além dos membros da Família Salesiana estavam presentes os deputados Luiz Henrique Mandetta (MS); Evair de Melo (ES); o Senador da República Dalirio Beber (SC); o Conselheiro da Embaixada da Santa Sé no Brasil e representante do Núncio Apostólico Dom Giovanni d’Aniello, Monsenhor Thomasz Grysa. Participaram também os salesianos Pe. Renato dos Santos, Pe. José Marinoni, Pe. Augusto Bartoli, Pe. Sebastião Silva, Pe. Décio Teixeira, Pe. Antídio Carvalho, Pe. Moizés Marchesi, S. Lucimar de Freitas, Pe. Orestes Carlinhos Fistarol. Os jovens e educadores do Cesam-DF, da Paróquia e do Colégio do Núcleo Bandeirante (Paróquia e Colégio Domingos Sávio), Colégio Dom Bosco, Paroquianos da Paróquia de São João Bosco (Plano Piloto).

Em discurso, o inspetor da Inspetoria São João Bosco, Pe. Orestes Fistarol, fez uma síntese da história de Dom Bosco.

E lembrou que uma urna com  relíquias do santo ficará em Brasília: “Somos agradecidos ao Reitor-mor, porque tendo presente o sonho de Dom Bosco em relação a Brasília. (…) esta urna será colocada no Santuário dedicado a Dom Bosco nesta capital, na Avenida W3 Sul, Quadra 702 – B, e está sendo pensado um local digno para a visitação e a veneração pública dos fiéis.”

Pe. Orestes ainda frisou a relevância da homenagem a Dom Bosco:

É significativo que esta homenagem esteja sendo prestada nesta casa do povo brasileiro, na Capital de nossa República Federativa. Esta cidade foi sonhada por Dom Bosco, e seus filhos e filhas tiveram a oportunidade de participar da construção dela desde os inícios, dando sua colaboração significativa no processo de educação e de evangelização, habitando inclusive entre os candangos.

Veja também

Na vanguarda do progresso (II) Um programa de atuação no “continente digital” (2ª parte) “Nesses assuntos, Dom Bosco quer estar sempre na vanguarda do progresso” Eventos marcantes...
Amplie seus conhecimentos: Não confunda os Cellini. Cellini, escultor e pintor italiano, é autor de estátuas, relevos e monumentos existentes ainda hoje em várias cidades da Itália. Entre os monumentos ...
Na vanguarda do progresso (I) “Nesses assuntos, Dom Bosco quer estar sempre na vanguarda do progresso”. Um programa de atuação no “continente digital” (1ª parte).   O vis...
DOM BOSCO 200 anos – Samba enredo A Escola de Samba Dom Bosco é parte da obra social mantida pelos salesianos da Inspetoria Maria Auxiliadora, no bairro Itaquera, na capital paulista. ...