Os aposentos de Dom Bosco

*Gleuso Damasceno Duarte

Periferia de Turim, região de Valdocco, março de 1846. Perdida entre lotes vagos, ali está a casa Pinardi. Modesta, mal conservada, oferece apenas o mínimo necessário para a sobrevivência de uma família muito pobre.

Mas, para aquele jovem sacerdote, o Padre João Bosco, é o tesouro tão procurado. Ali ele vai morar até o fim de seus dias. Ali vai realizar o sonho de acolher, evangelizar e educar jovens pobres e abandonados, os moleques de rua que frequentam o Oratório de São Francisco de Sales.

Mas o sonho é ainda maior: é ali que Dom Bosco inicia a grande obra para a qual se sente chamado por Deus: a Família Salesiana, que se estenderá aos mais distantes recantos da Terra.

Texto de *Gleuso Damasceno Duarte


GDD*Bacharel licenciado em Filosofia. Professor de História. Mestre em Administração. Editor e autor de várias obras didáticas. Foi assistente e professor em escolas salesianas. Atuou no planejamento e implementação da Rede Salesiana de Escolas. Editor de Material Digital de Ensino Religioso da Edebê-Brasil.

Publicado por CSS (Comissão para a Comunicação Social-ISJB)


Veja também

Amplie seus conhecimentos: Pio XI Pio XI foi pioneiro na evangelização através dos meios de comunicação mais avançados de sua época: telefonia e rádio.   Pio XI  (1857-1939) ...
Câmara dos Deputados homenageia Dom Bosco Em sessão solene nesta terça-feira, 17 de novembro de 2015, por intermédio do deputado federal Marco Tebaldi, de Santa Catarina, a Câmara dos Deputado...
O educador salesiano e a falta Ao ingressar na casa salesiana, fiquei maravilhado com a perspectiva de realizar um trabalho educacional e social com os jovens. Atividade educati...
Bicentenário: Herança preciosa “DIGO QUE JOÃO BOSCO ESTÁ VIVO!” Sim! Dom Bosco continua vivo hoje, ali, onde os jovens precisam de alguém que os eduque. E os eduque segundo o esp...